quarta-feira, 15 de abril de 2009

Proposta ao logótipo de Brião


logótipo em base à três cores pantone


Desenvolvimento do logótipo

O logótipo é uma folha curvada da Carvalheira de Sta. Mínia, sobre o nome do concelho

Em este logótipo se pretende representar varias características históricas do concelho, junto a sua actualidade e dinamismo.

A Questão histórica está representada na base gráfica, e a questão da actualidade na tipografia.

Aparece, a jeito de manchas próprias numa folha de carvalho, a representação da face duma loba, fazendo referencia à Rainha Lupa e os restos da cultura ancestral, megalítica, castrexa, romana, medieval, etc. que ficam no concelho. A face da loba também lembra o escudo de armas da família Moscoso no escudo do conceho, mas ao mesmo tempo faz referencia ao lobo como espécie a preservar.

A curvatura da folha representa uma ponte em perspectiva acentuada pela horizontalidade da tipografia, faz referencia à ponte Pias e as suas conotações históricas e lendárias, mas como arco tem uma conotação de elevação (do terreno) em referencia aos castros do concelho e as Torres de Altamira no escudo de Armas.

Assim na parte gráfica do logótipo estão presentes as seguintes ideias:

Folha de carvalho, Carvalheira de Sta. Mínia (centro histórico politico social e de comercio)

Loba, Rainha Lupa, Matriarcado, cultura ancestral, Castro Lupario, lenda dos portadores do Apostolo e as suas conotações pré-medievais, escudo de Armas da família Moscoso, escudo do concelho, preservação do lobo

Curvatura da Folha, Ponte, Arco, Via romana, portadores do Apostolo, elevação, castros, Torres de Altamira, proteção, domus, paços


Frente a representação do legado histórico do concelho dado pela parte gráfica do logótipo, se representa a modernidade do concelho no seu enunciado, mediante uma fonte (Arial Open Type) “corporativa” sóbria, séria, mas ao mesmo tempo simples, sem ornamentação, mas com a frescura jovial acentuada nas tonalidades de verde.


base fotográfica




video